Notícias

Abutre-preto reproduz-se com sucesso pelo terceiro ano consecutivo no Alentejo

2017-07-18

Em 2017, vários casais de abutre-preto voltaram a nidificar no Alentejo, usufruindo dos ninhos artificiais instalados pelo projeto LIFE “Habitat Lince Abutre” na Herdade da Contenda, concelho de Moura. Tal como nos dois últimos anos, um desses casais criou com sucesso uma cria de abutre-preto, dando assim continuidade ao restabelecimento de um núcleo reprodutor desta ave no Sul de Portugal.

A monitorização efetuada pela Liga para a Protecção Natureza (LPN) em colaboração com a Herdade da Contenda, Empresa Municipal (E. M.) confirmou este ano a existência de três a quatro casais nidificantes de abutre-preto nesta herdade, no concelho de Moura, um dos quais num ninho natural construído pela espécie. Dois destes casais fizerem postura de um ovo (como é característico da espécie), dos quais nasceram duas crias de abutre-preto. Uma delas sobreviveu apenas alguns dias, mas a outra encontra-se já quase três meses de idade e em perfeitas condições físicas.

Desde que em 2015 a espécie voltou a reproduzir-se no Alentejo, após mais de 40 anos sem registo de reprodução a sul do rio Tejo, este é o terceiro ano consecutivo que o abutre-preto cria com sucesso na região. Este é um resultado que vem reforçar o restabelecimento de um núcleo reprodutor desta ave no Alentejo, tendo sido possível, sobretudo, em consequência das medidas implementadas no âmbito do projeto LIFE “Habitat Lince Abutre”, coordenado pela LPN, assim como da indispensável colaboração da Herdade da Contenda, E. M. e da sua adequada gestão desta propriedade.

De salientar ainda que, recentemente e na presença do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, esta nova cria de abutre-preto foi marcada com uma anilha PVC vermelha com código em branco (7M), o que permitirá continuar a identificá-la quando deixar o ninho. Uma análise genética entretanto efetuada permitiu confirmar tratar-se de uma fêmea. Esta jovem cria deverá ainda manter-se no ninho durante as próximas semanas, até que adquira a capacidade de voar.


Outras Notícias

 



Newsletter

VIDEo

IBERLYNX