A Empresa Municipal

2012 assinala o primeiro ano de gestão integral da Herdade da Contenda pela Câmara de Moura, no quadro do que ficou estabelecido no protocolo subscrito em 2009 com a Autoridade Florestal Nacional para a transferência da gestão daquele património municipal, entregue a organismos da administração central desde o final da década de 50 do século passado.

A Câmara criou para o efeito a Herdade da Contenda, empresa municipal para garantir maior eficácia na gestão da propriedade, tendo esta estabelecido para o ano em curso uma intervenção em sete áreas distintas:

  • agropecuária muito virada para a silvo-pastoricia,
  • a apicultura,
  • o turismo,
  • a exploração cinegética, assumindo a responsabilidade da gestão da Zona de Caça Nacional,
  • a exploração florestal, cumprindo o Plano de Gestão Florestal aprovado a continuando as acções colocadas no terreno pela AFN
  • protecção do meio ambiente, procurando aproveitar as potencialidades existentes para aceder a apoios no domínio do Fundo Português de Carbono e do Mercado de Carbono.
  • educação, investigação científica e ligação à comunidade, com a criação de um Centro de Formação da Caça, Pesca e Biodiversidade, numa parceria com a Comoiprel, e aprofundando relações protocolares com entidades diversas, designadamente a LPN, a EDIA, a ERENA e agentes espanhóis, para a criação de condições para a reintrodução do lince ibérico e do abutre preto.

O objetivo que a Câmara de Moura definiu para a gestão que a HC,em deve concretizar é colocar a Herdade da Contenda ao serviço do desenvolvimento do concelho e, sobretudo, de Santo Aleixo da Restauração, numa perspetiva de uso múltiplo, aproveitando todas as suas potencialidades, em particular através de uma gestão integrada da Zona de Caça Nacional, criada em 26 de Outubro de 1989, o incentivo da pecuária, dos recursos florestais e da apicultura.

A Câmara Municipal pretende colocar aquela “jóia” do concelho ao serviço do desenvolvimento e da melhoria da qualidade de vida, objetivos estratégicos que a Herdade da Contenda,em incorpora com o sentido de responsabilidade que é procurar rentabilizar o património legado por sucessivas gerações e entidades, pretendendo acrescentar e nunca retirar ao que já existe.

O objetivo definido é colocar a Contenda ao serviço do desenvolvimento do concelho, na convicção de que o progresso e o bem-estar dependem fortemente e cada vez mais da existência de ecossistemas saudáveis e funcionais.

A Herdade da Contenda pode constituir-se como um laboratório para demonstrar que a natureza e a economia se interligam, valorizando a conservação e promovendo o crescimento e o desenvolvimento das comunidades.

 



Newsletter

VIDEo

IBERLYNX